Triste Fim de Policarpo Quaresma

Lima BARRETO (1881 - 1922)

Triste Fim de Policarpo Quaresma é um romance do pré-modernismo brasileiro e considerado por alguns o principal representante desse movimento. Escrito por Lima Barreto, foi levado a público pela primeira vez em folhetins, publicados, entre Agosto e Outubro de 1911, na edição da tarde do Jornal do Commercio do Rio de Janeiro. Em 1915, também no Rio de Janeiro, a obra foi pela primeira vez impressa em livro, em edição do autor.

O romance discute principalmente a questão do nacionalismo, mas também fala do abismo existente entre as pessoas idealistas e aquelas que se preocupam apenas com seus interesses e com sua vida comum. Com uma narrativa leve que em alguns pontos chega a ser cômica, mas sempre salpicada de pequenas críticas a vários aspectos da sociedade, a história se torna mais tensa apenas quando o autor analisa a loucura e no seu final, quando são feitas duras críticas ao positivismo e ao presidente Floriano Peixoto (1891-1894).

O autor optou por escrever a narrativa numa linguagem próxima à informal falada entre os cariocas. Ela se desenvolve em torno de Policarpo Quaresma, brasileiro extremamente nacionalista, e é dividida em três partes, cada uma contendo cinco capítulos. (Resumo extraído da Wikipedia)

Genre(s): Published 1900 onward

Language: Portuguese

Section Chapter Reader Time
Play 01 A Lição de Violão Miramontes
00:27:55
Play 02 Reformas Radicais Miramontes
00:29:41
Play 03 A notícia do Genelício Miramontes
00:28:24
Play 04 Desastrosas consequências de um requerimento Miramontes
00:28:38
Play 05 O bibelot Miramontes
00:29:00
Play 06 No "Sossego" Miramontes
00:28:07
Play 07 Espinhos e flores Miramontes
00:27:52
Play 08 Golias Miramontes
00:35:20
Play 09 "Peço energia, sigo já" Miramontes
00:31:29
Play 10 O trovador Miramontes
00:29:39
Play 11 Patriotas Miramontes
00:34:09
Play 12 Você, Quaresma, é um visionário Miramontes
00:31:55
Play 13 ... e tornaram logo silenciosos Miramontes
00:33:00
Play 14 O Boqueirão Miramontes
00:34:31
Play 15 A afilhada Miramontes
00:24:37